Nós, técnicos, sabemos do quão árduo é o trabalho de um instalador de ar-condicionado, não é verdade? E, por conta de todo o esforço que é gasto nessa função, um serviço desses desempenhado por uma mulher é uma tarefa impossível, não é? Se você pensa assim, saiba que está errado!

Na área de climatização, assim como em muitas outras, as mulheres estão começando a ocupar o seu devido espaço. É o que chamamos de empoderamento feminino, que é o movimento das mulheres para se igualarem aos homens, tanto em salários como em funções exercidas.

A partir do último século, começamos a ver mulheres onde, antigamente, seria impossível encontrá-las. Como exemplo disso, podemos citar o direito ao voto, os cargos políticos, a engenharia civil e, claro, a instalação de ar-condicionado.

Por outro lado, ainda há certa resistência de uma grande parte dos homens do nosso setor, que ainda acreditam que uma mulher não consiga desempenhar a mesma função com a mesma destreza de um homem.

O mercado de instaladores de ar-condicionado é ocupado em 99% por homens2. Essa minoria guerreira de mulheres se aventura em um mercado ainda muito preconceituoso e incapaz de perceber que esse serviço pode ser feito com a mesma qualidade – e até melhor – que o de um instalador.

Obviamente, esse pensamento é bastante preconceituoso e, por isso, muitas mulheres instaladoras acabam sofrendo discriminação, seja de colegas de profissão como dos próprios clientes. O preconceito gera uma sensação de desconforto nessas mulheres que, muitas vezes, acabam abandonando sua carreira de instaladoras para exercerem outras atividades.

marketing_treinatecBH

Nos EUA existe uma ONG formada somente por mulheres que tem, como objetivo, inserir a mulher no mercado de climatização. Essa ONG é conhecida como Women in HVACR, ou em tradução livre, algo como “Mulheres na Climatização”.

womeninhvacr

Essa ONG realiza diversas palestras para empresas, participa de eventos de climatização e refrigeração e reforça constantemente a necessidade da aceitação da mulher no ramo.

A ONG possui no seu conselho administrativo, Mary Jo Gentry como presidente, Danielle Putnam como vice-presidente, Kristin Jordan como secretária e Angie Snow como tesoureira1.

Se quiser saber mais sobre como a ONG funciona ou queira fazer donativos, basta seguir o link abaixo:

button_acessar-site


Queremos saber qual a sua opinião sobre as mulheres ocuparem os cargos relacionados à climatização e refrigeração? Deixe o seu comentário.

Nossas fontes:

© 2018. Todos os direitos reservados.

Anúncios

Deixe seu comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s