Criadores da película ecológica. (Imagem: Glenn Asakawa/University of Colorado)

Climatizar ambientes foi um projeto inovador desenvolvido por Willis Carrier, mesmo que sem querer. Em uma época industrial, Willis criou o que seria o ar-condicionado; uma forma inovadora para a época capaz de conseguir refrigerar as grandes indústrias. Mas como toda ação leva a uma reação, criar uma forma de refrigerar determinado ambiente também trouxe como consequência a agressão à camada de ozônio.

Seu produto, o ar-condicionado, trouxe um benefício incontestável. O problema é que, para os dias atuais, preocuparmo-nos somente com nosso bem-estar sem pensar no meio ambiente é sermos egoístas. Dessa forma, inúmeras alternativas de climatização são lançadas todos os anos, de modo a minimizar os efeitos de destruição na camada de ozônio.

O ar-condicionado tradicional – esse que provavelmente está instalado em sua casa – é responsável por gerar dois gases que aumentam o efeito estufa. Um deles é o dióxido de carbono – o mesmo que é lançado pelo cano de descarga de seu carro – e os hidrofluorcarbonetos, ou simplesmente HFC.

midia_pmoc_banner_305x349

Já falamos aqui sobre uma dessas ideias ambientais. Se quiser ler mais, clique aqui. No artigo de hoje, vamos mostrar a ideia inovadora de Ronggui Yang e Xiaobo Yin (foto abaixo), dois chineses da Universidade de Colorado, EUA, que criaram uma película capaz de substituir o ar-condicionado convencional.

Criadores da Pelicula Ecologica
Criadores da película ecológica. (Imagem: Glenn Asakawa/University of Colorado)

Como funciona?

O projeto consiste em um filme feito à base de polimetilpenteno, que é uma espécie de plástico transparente com adição de pedrinhas de vidro. O material é transformado em lâminas com espessura de aproximadamente 50 micrômetros revestidos de prata em um dos lados.

Ao colocar a película no telhado, o lado prateado deve ficar virado para baixo. Quando a luz solar incidir pela face prateada através do plástico, este impedirá o aquecimento da casa. E além disso, o calor interno é liberado para a atmosfera, isso porque há uma relação entre o diâmetro das pedras de vidro e o comprimento das ondas infravermelhas que escapam para o espaço.

A película consegue deixar, por exemplo, um ambiente de 32º C com 20º C, o que é uma diferença considerável. E isso gastando praticamente nada de energia elétrica. Quando falamos praticamente e não totalmente é porque esse sistema depende de um encanamento com bombas de água para manter a temperatura ideal estável e, obviamente, essas bombas dependeriam de uma fonte de energia, mesmo que em pouca quantidade.

Agora, basta sabermos quando essa novidade poderá ser adquirida aqui no Brasil e quanto custará.

Fontes

  • exame.abril.com.br/tecnologia/pelicula-ecologica-para-telhados-pode-substituir-ar-condicionado/
  • economist.com/news/science-and-technology/21716599-film-worth-watching-how-keep-cool-without-costing-earth?fsrc=scn/fb/te/bl/ed/materialssciencehowtokeepcoolwithoutcostingtheearth

©2017. Climatização Lumertz.

Licença Creative Commons
Película ecológica para edifícios poderá substituir o ar-condicionado? de Esdras Nunes está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://exame.abril.com.br/tecnologia/pelicula-ecologica-para-telhados-pode-substituir-ar-condicionado/.

Anúncios

Deixe seu comentário...

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s